Resenha | Ovelha, de Gustavo Magnani - Cantinho da Leitura

Resenha | Ovelha, de Gustavo Magnani

1.9.15

Ovelha - Memorias de um Pastor Gay, de Gustavo Magnani, lançamento da Geração Editorial do mês de Agosto.


Ovelha - Este livro, estreia impressionante de um jovem e talentoso escritor, é o relato pecaminoso de um decadente. A história de um homem religioso e carismático, temente a Deus, mas amante insaciável de sua própria carne exótica, a carne de outros homens.Um pastor gay, casado com uma ex-prostituta, filho de uma fanática religiosa. Neurótico e depravado. E agora condenado.Internado no hospital, debilitado e com um segredo de uma tonelada nas costas, este personagem atormentado decide libertar-se de seus demônios e relatar seu drama.Num relato cru e sem censura, ele literalmente vomita seus trinta anos de calvário e charlatanice na cara da congregação (e de qualquer um que se interesse por um bom inferno). Sexo, paranoia, corrupção e destruição são os ingredientes tóxicos dessa obra provocante, polêmica e inovadora.



Editora: Geração Editorial | Páginas: 232 | Ano: 2015 | Pré-Venda: Amazon |Livraria da Folha | Saraiva | Travessa | Leia o primeiro capítulo | Mini livro

Gustavo Magnani é um jovem de 20 anos, e este é o seu lançamento de estreia. Descrito como polêmico por ter um tema principal um assunto ainda muito repercutido pela sociedade, seja por preconceito ou por questões religiosas. O livro reúne, num só personagem, os dois extremos contraditórios dessa verdadeira fogueira ideológica: um pastor que, na verdade, é homossexual, homossexual daqueles que, por terem tido uma educação atrasada e errônea, com uma mãe paranóica e odiada (lembrando a mãe de “Carrie, a Estranha”), vive reprimido e sofrido e, depois de sofrer um grave acidente, num leito de hospital, resolve fazer um inventário de sua vida dividida entre os desejos homossexuais violentos, que o obrigam à abjeção, e os ideais religiosos incompatíveis com os anseios da carne.



Quando a Geração divulgou este lançamento, não nego que fiquei um pouco assustada com o que eu iria ler, e principalmente com os ensinamentos que a obra iria me influenciar em meu dia-a-dia. Apesar de termos visões diferentes a respeito de diversos assuntos, a Homossexualidade é um tema que ainda tem muitos tabus na sociedade, principalmente por pessoas que seguem os ensinamentos da Bíblia avidamente, sendo assim entendo o porque do livro ser descrito como polêmico. 


O livro foi escrito como um Diário, porém sendo somente relatos de algumas lembranças aleatórias de seu passado. Em primeira instancia "conhecemos" o pastor que se encontra internado em um hospital. Não ficamos sabendo seu nome, sua identidade, e apesar deste detalhe ficamos a par de todos os seus pensamentos e façanha acometidos aos longo de sua juventude, e até antes disso. 


Também somos apresentados a conflitos familiares, onde uma mãe exerce tal poder em seu filho a ponto dele iludir a si mesmo, e começamos a perceber o quão grave era a situação deste homem, que cresceu em um lar onde todos o privavam, mas não falo somente de amor e confiança, falo de libertação. 

Ovelha, é um livro extremamente difícil de resenhar, começo a escrever e não consigo dar continuidade a uma paragrafo já concluído, e apesar de quase abandonar a leitura decidi resenhar este livro, e mostrar pelo menos um pouco sobre a história em si, ou mesmo uma breve conclusão sobre o livro de Gustavo Magnani. 

Ovelha, fala sobre a vida de um Pastor que se encontra doente, infelizmente é uma doença irreversível , não há remédio que o cure, e com tudo isso eu tenho em mente que apesar de sua debilidade ele foi curado com este Diário. Decidir escrevê-lo foi contra tudo e á todos, ter coragem e desabafar o que ele não teve coragem de dizer em voz alta foi sua libertação contra sua mãe, a igreja e seus demais tormentos de sua falsa vida. Este diário é sua aceitação sobre o que ele é de verdade, e o legal é que mesmo que a sua vida não foi 100% como ele desejava ele se saiu vitorioso, encontrou um mulher que o aceitou e lhe deu filhos maravilhosos, ele em meio a este caos formou uma família digna e por mais incrível que pareça, real. 

Mas, não podemos esquecer que estamos falando sobre Homossexualidade, sobre o que aconteceu e o que ainda acontece em diversas famílias no mundo todo, sobre o que dizem e acreditam. Infelizmente o pensamento humano ainda precisa de muitos ensinamentos sociais. Não podemos viver para sempre nesta privatização, onde as pessoas para não serem julgadas pela família e sociedade se encondem, transformando-se um um talentoso ator. 

O ponto negativo do livro na minha opinião é a linguagem, onde tudo foi escrito de forma irônico, e extremamente sarcástica, e não vou mentir em alguns momentos fiquei enojada e me incomodei bastante. 


Gustavo Magnani está de parabéns pelo o lançamento, e apesar do grau de dificuldade que está leitura me proporcionou e da angustia de ler os relatos descritos, gostei bastante da personalidade e o amor que você deu a " Ovelha ", pode ter certeza que eu vi cada sentimento e emoção que você sentiu, ou mesmo que quis passar aos leitores da obra.

Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

PARCEIROS 2016

Fãs do Blog

Seguidores (5460) Próxima

PUBLICIDADE