Resenha | Quando o amor bater à sua porta, de Samanta Holtz

domingo, outubro 16, 2016



Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.

Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.

O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.

Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.

A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.

Editora: Arqueiro | Número de Páginas: 304 | Adicionar: Skoob

Em Agosto a Editora Arqueiro lançou Quando o amor bater à sua porta, um romance nacional de Samanta Holtz.


" (...) Tentava adivinhar o que viria a seguir. Ela vai pedir dicas para novos escritores, deduziu. Ou vai querer que eu deixe um recado para os leitores. É sempre assim que termina. A jornalista, no entanto, surpreendeu ao ler uma frase curta e totalmente diferente do que a escritora esperava ouvir: – O que é o amor para Malu Rocha? "

Malu Rocha, é uma famosa escritora brasileira de 29 anos, órfã visita o avô frequentemente em uma casa de repouso, viaja a reuniões, faz entrevistas e quando tem tempo se aconchega em casa para finalizar seu próximo livro. 

No próximo romance de Malu Rocha seus fãs irão conhecer uma jovem que após sofrer diversas desilusões profissionais e amorosas batalha para realizar o sonho de vencer um concurso de arte que lhe dará a chance de se profissionalizar com um ano de estágio em Nova York. Enquanto busca inspiração para fazer sua obra prima conhece Luiz Otávio, onde vive uma intensa paixão de verão. Mas, quando o sonho está perto de se realizar vive um grande dilema, ficar com Luiz Otávio, ou ir viver seu sonho em Nova York? 

Em um típico romance a resposta é simples, ficar com Luiz Otávio, seu grande amor. Mas, Malu Rocha decidida a escrever um romance com um final menos previsível, procura um desfecho que mostre a realidade do que provavelmente iria de fato acontecer se fosse uma história verídica. 

É interessante como Samanta Holtz conseguiu criar uma personagem que de uma forma fizesse o leitor refletir sobre os romances literários que em sua maioria relatam histórias que se fossem reais provavelmente não terminariam como descritos, a realidade é muito mais inflexível. 


" (...) Rosto comprido com a barba apontando no queixo quadrado, sobre uma estrutura de quase dois metros de altura. Um expressivo par de olhos castanhos a estudou com curiosidade antes dos lábios estreitos se abrirem para dar passagem a uma voz firme e atraente: – Boa tarde. Meu nome é Luiz Otávio. Eu gostaria de falar com a Malu. "

Mas, a rotina e percepção de Malu Rocha é alterada quando um estranho que se diz chamar Luiz Otávio, bate à sua porta. 

Luiz Otávio perdeu a memória ao sofrer um acidente de carro, e busca pistas sobre a sua verdadeira identidade. Malu Rocha se tornou a sua maior esperança após encontrar entre seus pertences uma planilha onde informava-o sobre uma reunião marcada com a escritora a poucos dias do acidente. 

Malu sem saber o que fazer diante da estranha situação liga para Rebeca.

Rebeca, uma jovem de 22 anos, sonhadora e fanática pelos os livros de Malu Rocha conseguiu a vaga de assessora após o seu tio cobrar um favor a Malu. Desorganizada, Rebeca se recorda de ter marcado a reunião com Luiz Otávio por telefone mas como seu computador fora formatado todos os arquivos que poderia ajudá-lo também.

"(...) Detestava sentir pena das pessoas. Apesar disso, aquela era a palavra que melhor definia seu sentimento em relação a ele. Aquilo não parecia justo. Não parecia certo! Depois dali, ele arranjaria dinheiro e viajara a São Paulo, e para quê? Pedir esmola no semáforo? Dormir debaixo da ponte? Qual outro destino era possível encontrar em cidade grande demais para um pessoa sem lembranças?"

Apesar de se esforçar para escrever o final perfeito para o seu livro os pensamentos de Malu vão para Luiz Otávio, na angustia que ele deveria esconder por trás dos sorrisos encantadores e se recorda de algo que seu avô uma vez disse: Às vezes, o motivo das nossas aflições não é o que fizemos, mas o que deixamos de fazer.

Sufocada com tudo que estava acontecendo em sua vida, Malu decide ajudá-lo em sua busca por respostas, e o contrata para fazer uns serviços de jardinagem em troca de dinheiro suficiente para que consiga se manter enquanto não viajam para São Paulo, onde provavelmente conseguirão todas as respostas sobre quem é Luiz Otávio Veronezzi . Mas, o que Malu não previra era que em tão pouco tempo Luiz Otávio fosse se tornar uma presença bem-vinda em sua casa e que com essa aproximação terminaria deixando brechas para que descobre-se quem era é a mulher por trás de um pseudônimo. 

Quando o amor bater à sua porta, é a minha primeira leitura das obras de Samanta Holtz, já havia ouvido comentários positivos sobre sua escrita e as mensagens que seus livros transmitem aos leitores, mas acredito que não poderia ter havido melhor primeira impressão que a leitura deste novo romance. Samanta não escreveu somente uma história de amor, ela escreveu uma história que fala de amor como se deve, não é todos que tem este privilegio de falar de amor tão abertamente e conseguir ser compreendido. 

Malu Rocha não é uma personagem que será inicialmente amada por todos, por diversas vezes me perguntei como uma escritora poderia ser tão fria e apesar de ser agradecida aos seus leitores tinha pensamentos quase que indiferentes ao que conquistara. Não consegui compreender Malu, até ser apresentada a Luiz Otávio e como na ficção a realidade se espelha, a cada página virada passei a desvendar Malu, sua história e segredos. Luiz Otávio não só conseguiu derreter algo que pareceria impermeável, ele mostrou a rosa por trás de uma rocha. 

Quando foi revelado quem seria Luiz Otávio Veronizze eu fiquei abismada. Não foi uma resposta obvia, mas essa resposta foi o xeque-mate que faltava para  Quando o amor bater à sua porta me conquistar, neste momento sentir a realidade de Malu e Luiz Otávio se conectando com a ficção de sua personagem Ana Clara com Luiz Otávio, e essa percepção me passou uma sensação tão boa que Samanta Holtz terminou por conquistar um lugar especial em minha estante.

Um romance que recomendo a todos que perderam a esperança de encontrar alguém e amar como em um conto de fadas, e também a aqueles que desejam entender porquê um romance apesar de em sua maioria não mostrar a realidade conquistam tantos leitores ao redor do mundo. 

Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

PARCEIROS

Fãs do Blog

Seguidores (2342) Próxima

PUBLICIDADE