Resenha | A Fúria e a Aurora de Renée Ahdieh

sábado, maio 21, 2016



Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado. Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga. Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.

Adicionar: Skoob | Confira: Resenha - The Rose&The Dagger(Continuação)


Um romance baseado no clássico As Mil e uma Noites uma história que conheci muito pouco sobre e quando li este livro de Renée Ahdieh eu achei que havia poucos adaptações porém eu curiosa fui verificar mais informações sobre a obra original e percebi que realmente é uma adaptação e existe muitos detalhes diferentes. Enfim, são histórias diferentes com algumas semelhanças. 

A História de As Mil e umas Noites relata que um rei que foi traído por sua amada esposa, e ao saber da traição manda matar-lhe e o rapaz em que ela tinha um caso. Após o episódio da traição o rei jurou a se mesmo que jamais iria confiar em nenhuma outra mulher e em consequência disso todas as noites era visitado por várias mulheres e todas ao amanhecer eram mortas. Está chacina dura 3 anos e durante esses anos cetenas de jovens morreram, até o surgimento de uma jovem chamada Xerazade, está visando dar fim aos anos de sofrimento se alto voluntária para ser a nova esposa do rei Xariar. Após muita insistência o rei a aceita e ao passar sua noite de nupcias, Xerazade pede permissão para contar uma extraordinária história, o rei permite e escuta a história atentamente porém ela não termina e deixa o rei curioso. O rei curiosa autoriza-a contar a continuação na noite seguinte. Desta forma todas as noites Xerazade conta histórias ao rei e ao fim de suas histórias ela permaneceu viva por anos e deu 3 filhos ao rei. Após esses anos o rei percebeu que Xerazade era digna de sua confiança e ela continuou sendo a sua rainha. Este romance é considerado um clássico devido a sua tamanha repercussão e as diversas adaptações que surgiram derivadas de sua história.

Na história de Renée Ahdieh conhecemos um país chamado Khorasan, governado por um jovem de dezoito anos chamado Khalid. Khalid como o rei de " As Mil e uma Noites " todas as noites mata uma esposa ao amanhecer. Diferente da obra original, o rei Khalid aparentemente não tem uma justificativa, um motivo que justifique seus atos de crueldade por matar jovens que chegam até ele para amá-lo. E é motivada por está curiosidade e um sentimento de vingança que uma jovem de dezesseis anos chamada Shahrzad se voluntária para ser sua nova esposa. Shahrzad odeia o rei Khalid, pois sua melhor amiga como qualquer outra jovem que teve contato com ele foi brutalmente morta.

Shahrzad não consegue compreender porque o rei simplesmente mata suas esposas e após o casamento e sua noite nupcial faz a mesma estrategia de Xerazade da obra original ao iniciar uma história. Shahrzad tenta seduzir o rei Khalid despertando sua curiosidade para saber o final de sua história e apesar de Khalid perceber sua estrategia a mantém viva prometendo mais um dia. 

Shahrzad teme a morte porém suas histórias é tudo que tem para manter-se viva a cada amanhecer. Como eu já disse, Shazi’s é uma jovem de dezesseis anos e diferente das esposas anteriores de Khalid é deslumbrante sendo dona de uma incrível beleza e uma personalidade forte e isso faz com que o rei a mantém viva por mais de uma noite. Shahrzad nota que apesar do interesse por suas histórias o rei se encontra interessado em desvendar seus segredos. Todas as noites o rei tenta fazer com que ela diga o motivo de seu real interesse em ser sua esposa. 

Todos do palácio começam a ver a sutil mudança no rei após o seu novo casamento o que fez surgir uma fagulha de esperança ao horizonte, ainda muito distante mas já é uma promessa que um dia todo reino estará salvo. Shahrzad e Khalid ainda conhecerão muitas histórias até terem a oportunidade de se vangloriarem com o final feliz que merecem. 


A Fúria e a Aurora é um dos melhores livros que já tive a oportunidade de ler e me sinto muito orgulhosa com está leitura. Shahrzad e Khalid são maravilhosos e eles me envolveram tanto neste drama que senti vontade de conhecê-los pessoalmente.



Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

PARCEIROS

Fãs do Blog

Seguidores (2342) Próxima

PUBLICIDADE