Divulgando | O céu está em todo lugar, de Jandy Nelson


Lennie acabou de perder a irmã mais velha abruptamente; em um dia, Bailey estava lá, se aprontando para interpretar a Julieta na peça da escola, e no outro ela não está mais.

O luto de Lennie é uma coisa complicada, cheia de agonia e negação, e a vida dela, antes resumida a ser a sombra de Bailey, de repente se torna um painel solar. Lennie nunca soube lidar com a realidade sem a irmã por perto. Não conhece um mundo em que Bailey não está na cama ao lado da sua, em que seus comentários não serão respondidos por ela. As irmãs cresceram juntas no abandono da mãe, na esquisitice da família, e agora só existe a Lennie. Não bastasse isso, tendo que lidar com a repentina solidão, Lennie descobre que está se apaixonando; como pode se apaixonar quando o corpo da irmã nem esfriou no túmulo?!

Este romance é uma celebração do amor, também um retrato da perda. A luta de Lennie para encontrar sua própria melodia em meio ao ruído que a circunda é sempre honesta, porém hilária e, sobretudo, inesquecível.

GÊNERO: FICÇÃO/DRAMA | NÚMERO DE PÁGINAS: 384 | ADICIONAR: SKOOB

Compartilhar:

0 (Comentários Desativados)