Resenha | O Miniaturista de Jessie Burton

quinta-feira, abril 28, 2016

" Como uma casa cheia de segredos pode ser chamada de lar "


Em 1686, a jovem Nella Oortman se casa com Johannes Brandt, um bem-sucedido mercador de Amsterdã, e se muda do interior da Holanda para a cidade grande. Nella acredita que o casamento com um homem rico e poderoso irá lhe proporcionar uma vida repleta de glamour e felicidade, no entanto, não é o que ela encontra quando chega à nova casa: por causa das viagens a trabalho, Johannes não é dos maridos mais atenciosos e Marin, sua irmã, se encarrega de controlar cada aspecto do lar e da família Brandt, revelando-se extremamente opressiva e dominadora. Para agradar a nova esposa, Johannes a presenteia com uma miniatura da casa em que moram e, logo, Nella encontra um miniaturista para confeccionar algumas peças. No entanto, tudo começa a mudar quando o miniaturista passa a enviar obras que nunca foram pedidas, mas que não apenas refletem a realidade, como parecem anunciar futuras tragédias. Encantador, belo e repleto de mistérios, Miniaturista é uma magnífica história de amor e obsessão, traição e vingança, aparência e verdade.



Editora: Intrínseca| Páginas: 352 | Ano: 2015 | Skoob: Adicionar








Conheci Miniaturista depois de ver uma arte na pagina oficial da Editora Intrínseca, fiquei muito intrigada por ser descrito como um romance sombrio. Confesso que o decidi ler por crer que fosse um romance, onde a noiva prometida ao pouquinhos supriria amor por seu marido que é carinhoso, porém distante. Após iniciar leitura percebi que eu estava completamente errada, está história não é um simples romance.

O miniaturista é narrado em terceira pessoa, com as perspectivas de Nella Oortman de dezoito anos de idade. Nella, é uma camponesa sofisticada que recentemente casou-se com um rico comerciante de Amsterdã, o Johannes Brandt, um homem com o dobro da idade dela. Conhecemos também Marin a irmã de John, e dois servos: Cordelia, que cresceu em um orfanato local e Otto, um servo negro, ex-escravo. 


Ao chegar em seu novo lar, Nella percebe que nem tudo é como parece na família Brandt. 


Como retratado, Amsterdã é um lugar fascinante e complexo: uma sociedade lutando para conciliar as forças conflitantes do comércio e da religião, onde as mulheres são subjugadas e ainda falta muito tempo para exercerem algum controle, onde reinam a hipocrisia e  a falsidade. É um território fértil. Enquanto a exatidão histórica constituirá um elemento para alguns, e o fato que o autor pôde criar um mundo tão vibrante e autêntico, foi suficiente.


Ser uma esposa recém-casada não é nada como Nella imaginava, mas uma distração bem-vinda vem em forma de presente de casamento do marido, uma miniatura de casinha de boneca semelhante a sua atual casa. Uma replicada elegante da residência dos Brandt pronta para ser decorada com miniaturas fornecidas pelo miniaturista enigmático do título, cujos poderes vão além da prática artística. 

Toda a narração a seguir é repleta de magias, mistérios e muito suspense. Acredito que o que mais me chamou a atenção neste romance foi justamente a maneira como o autor soube dar enfase nos mistérios desta narração. Após a leitura eu me sentir uma miniatura deste enredo, é algo muito sombrio e por vezes tive medo! 


Não posso deixar de comentar sobre o romance, acredito que diversas pessoas assim como eu decidiram ler este livro com as expectativas erradas, eu acreditei e esperei até a metade da narração que eu tivesse minhas expectativas superadas em um ponto, porém ao conhecer um pouco mais a cada virar de páginas os personagens e seus segredos por mais que eu tivesse ficado triste, eu tive que ficar satisfeita, mesmo que este livro não tenha me mostrado algo que eu esperei eu fiquei feliz por ver uma história tão complexa em uma época difícil ter seu final - quase- feliz, eu poderia considerar este quase um ponto negativo, porém era algo necessário, este é o tipo de romance que um ou dois personagens não encontram o seu final feliz para que outros possam o encontrar. Tudo que eu li neste livro só me mostrou que não é uma história de amor, e sim uma bela história sobre o amor, é preciso saber a diferença e Jessie nos mostra isto perfeitamente , foi assim que ela conseguiu me emocionar, me conquistar. 




" Nella prometeu a Johannes que estaria presente naquela tarde, e nunca teve que cumprir uma promessa pior. (...) Eles passaram uma hora sentados de mãos dadas em silêncio (...) Aquela hora e aquele silêncio tiveram algo especial que Nella nunca mais vai vivenciar. No futuro, vai se referir a esse momento como a sua primeira noite de núpcias, uma comunhão em que palavras não foram necessárias. Elas perderam seu poder de confundir e enganar, e em seu lugar havia uma linguagem mais rica e profunda. "


Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

PARCEIROS

Fãs do Blog

Seguidores (2342) Próxima

PUBLICIDADE