Resenha | Uma História de Amor e Toc de Corey Ann Haydu - Cantinho da Leitura

Resenha | Uma História de Amor e Toc de Corey Ann Haydu

21.6.15


" Acho que te amo. Não sei muito sobre você. Mas você faz com eu me sinta calmo. Você me faz sentir como se estivesse tudo bem. "



Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de... garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor... e TOC.



Editora: Galera Record | Páginas: 320 | Ano: 2015 | Skoob: Uma história de amor e toc


Quando vi a apresentação da capa deste livro, imediatamente adicionei na lista de futuras leituras. Achei a capa linda e delicada, o título é legal, então supôs que a história iria me agradar.

O início já desperta muito interesse, pois Corey fez da cena inicial uma demonstração do assunto principal e foi um ponto fortíssimo para os curiosos continuarem a leitura em busca de mais informações sobre os personagens apresentados e seus conflitos. 

Já conheceu alguém que preocupa-se excessivamente com a sujeira e por isso lava aos mãos várias vezes ? Ou pessoas que não conseguem controlar seus gestos com os dedos ? Ou mesmo alguém que pensa que se certo ritual corriqueiro ser desfeito algo de muito ruim irá acontecer ? 

Não? Então em " Uma história de Amor e Toc" irá conhecer e não somente, mas muitas outras com menias 'estranhas'. 



Conhecer Bea, Beck e os outros personagens me deixaram extremamente angustiada. E angustiante ver suas ações e 'manias', mas o bom deste livro nem o romance que surge e sim observar a superação de cada um deles em relação aos seu problemas, devo confessar que ainda não havia lido um livro com este tema, no romance "Amy&Matthew" conheci Matthew que tem TOC, porém não na intensidade destes personagens de Corey,  que no meu ver são graves, por isso se eu tivesse que resumir este livro em uma palavra, fico com ANGUSTIANTE.

Apesar desse sufoco que a leitura nos traz, amei conhecê-los, são jovens como eu ou você, só que certas ações que são mais fáceis para nós é difíceis para eles, por exemplo para Beck um simples aperto de mãos é praticamente impossível e para Bea é muito difícil não ter pensamento ' horríveis '  ao estar perto de objetos pontiagudos. Aprendi com eles que TOC não é frescura, é um problema real e muito sério, pessoas que tem manias precisam de tratamento, fica á dica. 

Corey Ann fez um ótimo livro, super bem escrito, tudo flui impecavelmente, porém não posso dizer que é uma história intenso que irá te deixar sem fôlego, mas irá te emocionar, sentirá pena e acima de tudo ficará fragilizada por querer abraçar cada um e perceberá que não é possível.

Este é um livro para quem procura entender certas manias, seja ela provindas de um diagnóstico ou não, irá entender perfeitamente tudo que esses jovens sentem, seus medos e esforços irão transparecer ao ponto que sentirá em sua própria pele.


Uma observação interessante: Quando terminei de ler o livro no relógio marcava 08:08 e de bateria 88%,  irônico não? Quem decidir ler o livro irá entender o lance do 8.

Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

PARCEIROS 2016

PUBLICIDADE