Resenha | A menina mais fria de Coldtown de Holly Black


Nada pode acontecer que não seja mais belo do que a morte.


Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.

Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown.

A Menina Mais Fria de Coldtown da aclamada Holly Black é uma história única sobre fúria e vingança, culpa, horror, amor e ódio.

Editora: Novo Conceito | Páginas: 384 | Ano: 2014



Um livro que eu ansiosamente esperei e enfim consegui adquiri-lo em uma promoção do site Extra, e valeu muito á pena esperar, porém devo confessar que não superou as expectativas, mas isso não fez da leitura ruim, o livro é muito bem escrito e por vários momentos consegui sentir a adrenalina que os personagens sentiam. Recomendo para quem aprecia um ambiente literário diferente.

Após um surto de uma infecção, um vírus começou a transformar as pessoas em vampiros, tornando-os sedentos por sangue. Se uma pessoa for mordida/ferida irá ficar resfriado, na primeira fase e se ela por acaso beber sangue humano a transformação se completará, isso na segunda fase. Quando se está resfriado e temesse a força da vontade de saciar a sede é recomendado uma auto quarentena, um isolamento deste individuo por no minimo 80 dias.

Para a segurança da população, foram isoladas cidades onde a infecção se alastrou mais intensamente, estas cidades são protegidas pelo o governo e somente quem entra são pessoas com a suspeita de infecção ou vampiros capturados. Estas cidades são chamadas de Coldtown, isso explica o título. 


A história começa quando a personagem Tana acorda na banheira de uma casa em uma fazenda, confusa lembra-se somente que na noite anterior estava acontecendo uma festa e que havia bebido demais.  Ao dissipar a confusão de sua mente, começa a procurar suas coisas e ao chega na sala deparasse com os corpos de todos sem vida, e para ela só há uma explicação - Invasão de vampiros.  

Tana entra em conflito: Ir embora ou procurar sobreviventes? Termina decidindo ir pegar sua jaqueta que está em um quarto antes que anoiteça.  Quando Tana chega no quarto sua visão embaça, seu ex namorado se encontra acorrentado em uma cama acompanhado de um rapaz misterioso cujo os olhos são vermelhos como sangue - um vampiro. 

Começa então uma fluta contra o tempo, pois quanto mais tempo Tana perde decidindo o que irá fazer, mais perto da morte se aproxima, isso porque os assassinos ainda se encontram na casa e só saem a noite para caçar, ou seja alvo fácil. Mas, Tana não pode deixar Aidan para trás apesar de estar infectado e ser perigoso para ela de qualquer forma e também não pode deixar Gavril, o vampiro misterioso para ser morto mesmo que mereça. 

Aidan, Tana e Gavril conseguem se livrar  dos assassinos e partem em busca de soluções para seus problemas na Coldtown mais próxima. Apesar de todo o perigo que Tana tem em ficar ao lado de seus amigos, ela confia neles e fará de tudo para que eles fiquem bem, principalmente Aidan que desde que foi contaminado virou um sedento por sangue que não hesita em consegui-lo.


A história é narrada em terceira pessoa, geralmente pelo o ponto de vista da personagem principal, e as vezes pelo o ponto de vista de outros personagens, também possuí Flashbacks relatando acontecimentos do passado de Tana e do Gavril. Surge um romance bem legal na história, meio óbvio, porém eu gostei muito, não é muito intenso  e o final é quase decepcionante, mas se gostar do romance o final será fofo para você, como foi para mim (Não o suficiente). Pesquisei se havia continuações e vários blogueiras informaram que infelizmente não tem e fui  conferir o livro no Skoob e dizia que era o primeiro livro de uma série, só que estas informações foram retiradas, então pelo o visto fico com essa sensação que faltava algo no final. É difícil imaginar, supor um final para Tana, sei ela ficou uma ótima companhia, mas não sei se ela volta para casa, ou parte com o amado para um aventura, não saber é muito frustrante.  


" Não existe ninguém como você em todo o mundo e é você que eu quero. "

Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

Postagens Recentes