Resenha | Minha Metade Silenciosa de Andrew Smith


Conheça um mundo que negamos enxergar.

Minha metade silenciosa

Stark McClellan tem 14 anos. Por ser muito alto e magro, tem o apelido de Palito, mas sofre bullying mesmo porque é “deformado”, já que nasceu apenas com uma orelha. Seu irmão mais velho, Bosten, o defende em qualquer situação, porém ambos não conseguem se proteger de seus pais abusivos, que os castigam violentamente quase todos os dias. Ao enfrentar as dificuldades da adolescência estando em um lar hostil e sem afeto – com o agravante de se achar uma aberração –, o garoto tem na amizade e no apoio do irmão sua referência de amor, e é com ela que ambos sobrevivem.

Um dia, porém, um episódio faz azedar terrivelmente a relação entre Bosten e o pai. Para fugir de sua ira, o rapaz se vê obrigado a ir embora de casa, e desaparece no mundo. Palito precisa encontrá-lo, ou nunca se sentirá completo novamente. A busca se transforma em um ritual de passagem rumo ao amadurecimento, no qual ele conhece gente má, mas também pessoas boas. Com um texto emocionante, personagens tocantes e situações realistas, não há como não se identificar e se envolver com este poético livro.

Autor: Andrew Smith | Editora: Gutenberg | Páginas: 304 | Ano: 2014



" Minha metade silenciosa ",  é um livro que me surpreendeu porém me decepcionou. É um livro que nos mostra a deficiência de algumas pessoas ao não aceitarem a diferença de alguns, e para ser sincera é um livro que adoraria ter em minha estante, apesar dê não ter me agradado da forma que eu gostaria.


Neste livro conhecemos 3 grandes personagens e um deles um bem grande, um menino de 13 anos chamado Stark, ou Palito é assim como todos o chamam por ser alto demais para a sua pouca idade e franzino, ele é um menino entrando na puberdade aprendendo muitas coisas e as vezes o pior das pessoas, ele tem uma pequena 'deformação', nasceu sem uma das orelhas e por isso passou a infância toda sofrendo Bullying e tenta ignorar isso dia após dia, seu irmão Bosten está sempre ao seu lado nos melhores e nos piores momentos mostrando que ele pode passar por isso, que ele é forte porém não é exatamente assim que ele se sente, é feliz por ter seu irmão e por ter uma fiel amiga maravilhosa e incrivelmente linda chamada Emily, que apesar de tudo sempre fica ao seu lado. Três jovens descobrindo o mundo.


" Minha metade silenciosa " nos mostra um mundo que muitos pais desconhecem, um que os filhos fazem de tudo, mas como todos pais os de Palito e Bosten são bem rígidos e cheios de regras, algumas bem pesadas porém eles não reclamam, são apenas regras, e regras devem serem obedecidas. 


Mas, os pais de Palito e Bosten não são os típicos convencionais super protetores, estão mais para doidos sem corações, eles não conseguem demonstrar amar aos dois, só conseguem impor medo neles para que tudo seja do jeito que eles querem, e isso faz do ambiente interno e externo um inferno, para ambos. E em uma dessas demonstrações de poder sobre eles, o Bosten após um castigo violento de seu pai decidi partir e deixar tudo para trás. Mas, antes disso muitas coisas aconteceram, o autor mostra o quão era grandioso os assuntos abordados neste livro, além de descobertas na adolescência, abordou o Bullying, e a aceitação sobre o que se é, e isso me surpreendeu muito, foi um ponto bem legal neste livro, a aceitação da sexualidade é algo que hoje em dia gera muita polemica, as pessoas ainda não entendem que isso depende de si mesmo, não tem como mudar o que se é, ninguém é capaz disso e nem daqui a mil anos serão capazes disso, mudar a essência de uma pessoa.

“E nada do que aconteceu conosco fazia sentido se eu não deixasse os verdadeiros monstros que nadavam em minha cabeça aflorarem e mostrarem seus dentes. E não há amor na minha casa, somente regras."

Palito fica arrazado com a partida do irmão, e só pensa em reencontra-lo, mesmo que tenha que deixar quem ama para trás. Talvez eu só pense no amor e ainda não tenha amadurecido por completo, mas não consegui entender por quê o autor não pôde ter juntado as coisas, Palito poderia ter ficado com o seu amor verdadeiro, e com o seu irmão, as coisas poderiam ter sido diferentes, ele poderia ter criado um outro final, sim um mais clichê porém para mim teria sido perfeito.

Eu pude refletir sobre diversos assuntos neste livro, até abuso sexual o autor quis mostrar, esse personagem sofreu muito e merecia ser feliz, e se o irmão era sua felicidade isso faz do final aceitável. Eu recomendo a leitura de  Minha metade silenciosa de Andrew Smith, a editora sempre lança livros bons.

Você também pode gostar

0 (Comentários Desativados)

Postagens Recentes