Resenha | Um gato de rua chamado Bob de James Bowen


A história de amizade entre um homem e o seu gato



É uma tarde de outono em Covent Garden, Londres. Trabalhadores correm para o almoço, turistas brotam de todos os lados e clientes entram e saem das lojas.No meio de tudo isso está um gato. Usando um vistoso lenço Union Jack em volta do pescoço e cercado por uma multidão de 30 espectadores de boca aberta, Bob, o gatinho cor de laranja, sorri — é, sorri — timidamente.Próximo a ele, está seu dono James Bowen, com seu violão surrado, cantando músicas do Oasis. Então, ele para de tocar e se abaixa para Bob: “Vamos, Bob, cumprimente!”;, diz. Bob mexe os bigodes, levanta uma pata e a estende para James. A multidão assobia. Não é todo dia que se vê um gato sentado, calmamente, no centro de Londres, aparentemente sem se abalar com o barulho das sirenes, os carros passando e todo aquele movimento — mas Bob não é um gato comum..


Autor: James Bowen | Editora: Novo Conceito | Gênero: Biografia | Ano: 2014| Páginas: 240


Um garoto de rua chamado Bob de James Bowen, foi um livro que eu almejei bastante após o lançamento e falei dele tantas vezes que uma amiga da escola me presentou com está obra lindíssima. 


A história de James começa com relatos de sua vida e logo no início ele nos apresenta seu companheiro, o gato Bob. Descreve que em um certo dia ele ficou bastante intrigado com a presença de um gato(laranjinha) no térreo do prédio onde mora. Passasse dias e o gato continua no mesmo local como se estivesse esperando por alguém apesar da sua aparência desleixada. James fica comovido e apesar de toda a dificuldade pelo o qual passava-se decidi cuidar do gato por um tempo, ele sente que o gato está lá por ele, como se foi um enviado por um ser divino. 

Este livro mexe com seu subconsciente, eu não irei dizer que te comoverá de fato, mas de alguma forma te ensinará uma lição. Bob é um figura que surgiu não sei de onde para James. A história de James é muito complicada, sua infância foi muito traumática, sofreu Bullying e não conseguiu superar os sentimentos de amargura que ficaram entranhados em sua alma, não resistiu aos tentações e aos vícios. 

É muito obvio que eu recomendo a leitura deste livro, ele é super leve e a escrita de James é muito cheia de detalhes e isso nos prende muito ao seu enredo, e tudo fluí perfeitamente. 

Para quem se pergunta de onde Bob surgiu informo que no livro não é informado até porque James não sabe, talvez nos livros seguintes haja alguma explicação sobre de onde ele veio. Bob é um sucesso por onde passa, e creio que em algum momento alguém deva ter o conhecido. Mas, enfim Bob é de James e isso ninguém pode negar, a interação entre é real e sincera, envolve muito amor, sua presença proporcionou mudanças extremas na vida de James e tenho certeza que isso fez dele um homem melhor. 





Você também pode gostar

2 (Comentários Desativados)

Postagens Recentes